Início da Página:

Você está na Principal » Vale Ver!

- Palestra sobre Bertold Brecht e o Teatro Alemão Contemporâneo


Menu de Acessibilidade:

Menu de Ferramentas:

Conteúdo da Página:

Palestra sobre Bertold Brecht e o Teatro Alemão Contemporâneo

Imperdível! Professores Henry Thorau (Universidade Trier, Alemanha) e Tiago Fortes (UFC) debatem sobre a influência do teatro de Bertold Brecht na produção contemporânea. Dia 16/03 (qua), 14h, no Auditório do CH-1 (UFC Benfica). Entrada Franca: inscrições abertas!!
Bertold Brecht
Bertold Brecht
DEBATE CÊNICO - O que resta do teatro de Bertold Brecht no teatro alemão de hoje?

Debatedores:
- Prof. Dr. Henry Thorau (Universität Trier) e
- Prof. Tiago Moreira Fortes (UFC, curso de Licenciatura em Teatro da UFC)



Data: 16 de março de 2011
Hora: 14 – 18h (com intervalo)
Local: Auditório José Albano, CH 1 - Campus Benfica (Av. da Universidade, 2678 - Fortaleza/CE)
Certificado: 04 horas-aula
=== Inscrição solicitada até o dia 14 de março: cca@ufc.br ===
info: (85)3366-7642 e 3366-7832


_____________________
Bertold Brecht, que ficou famoso com a sua peça “Die Dreigroschenoper” (A Ópera dos Três Vinténs), em 1928, foi obrigado a deixar a Alemanha no tempo do nazismo.

Quando voltou do exílio nos Estados Unidos da América para a Alemanha em 1948, instalou-se em Berlim-Oriental. Durante o nazismo suas peças de teatro tinham sido excluídas dos programas de teatro. Ele tornou-se mais famoso devido às apresentações no teatro de Zurique, como, por exemplo, Mutter Courage und ihre Kinder (Mãe Coragem e Seus Filhos, 1941), Der gute Mensch von Sezuan (A Alma Boa de Sezuan, 1943) e Herr Puntila und sein Knecht Matti (O Senhor Puntila e Seu Criado Matti, 1948).

Em 11 de janeiro de 1949 foi inaugurado uma nova era de teatro com a encenação inaugural de Mutter Courage (Mãe Coragem) no Berliner Ensemble. Durante o período em que a Alemanha se manteve dividida, a obra de Brecht causou polêmicas: Na RDA, Brecht era considerado, devido à sua teoria do teatro épico, como formalista, na República Federal da Alemanha, muita gente o considerou comunista.

Brecht faleceu em 1956 no auge da sua fama: muitas peças participaram de festivais internacionais: Varsóvia (1952), Paris (1955), Londres (1956). O Berliner Ensemble pertenceu nos anos 1950 e 1960 aos mais reconhecidos teatros na Europa, tendo apresentações como Der Kaukasische Kreidekreis (1954) e Das Leben des Galilei (1956). Der aufhaltsame Aufstieg des Arturo Ui (1958) fortaleceu a fama mundial do teatro.

Depois da construção do muro, em 13 de agosto de 1961, houve nos teatros alemães um boicote de curta duração às peças de teatro do Brecht. Em 1970, Peter Stein fundou a Schaubühne em Berlim, ainda hoje um dos mais importantes teatros no cenário alemão, com a apresentação da peça Die Mutter (A Mãe) com Therese Giehse, atriz experiente em teatro de Brecht.

Existe ainda hoje uma influência dos conceitos de Brecht no teatro da Alemanha, podendo-se falar portanto de uma herança do mestre. Nos anos de 1990, alunos e sucessores como Peter Palitzsch ou B.K. Tragelehn e Heiner Muller conservaram o teatro do grande mestre. Outros, contradiziam Brecht. Einar Schleef, por exemplo, expressou sua oposição com a sua peça de Puntilla, apresentada com coros estetizados. Todos mostraram que Brecht tinha se tornado um clássico, estimado mas ultrapassado. Após a queda do muro isso ainda ficou mais evidente.

Mas, apesar de tudo, no teatro, os conceitos e termos chaves das escritas teóricas do Brecht encontram-se hoje em dia em toda parte. Passou-se a produzir um teatro com partes épicas e o conceito da alienação abrange todos os meios do teatro e a maneira de atuar.

Recentemente em Fortaleza a influência do teatro de Brecht tornou-se visível na apresentação da peça O Cantil, sob a direção de Fran Teixeira, baseado em "A Exceção e a Regra" (Die Ausnahme und die Regel).

O teatro do Brasil presta muitas homenagens ao Brecht, pois houve muitas apresentações no Brasil inteiro. Mas o que o teatro contemporâneo alemão ainda usa das inovações promovidas pelo Bertold Brecht?

Para estudar com mais empenho essa influência ou herança, a Casa de Cultura Alemã, em colaboração com o Departamento de Teatro da UFC convidaram a Fortaleza o Professor Henry Thorau, da Universidade Trier (Alemanha), onde preenche a Cátedra Carolina Michaelis de Vasconcelos de Estudos Brasileiros e Portugueses, para um debate cênico com o Professor Tiago Moreira Fortes, do Curso de Licenciatura em Teatro da UFC.

Henry Thorau formou-se em psicologia, Letras Germânicas e Românicas. O doutoramento fez sobre Augusto Boals Theater der Unterdrückten in Theorie und Praxis (O Teatro do Oprimido na Teoria e na Prática). Ele trabalhou como redator da revista alemã de teatro THEATER HEUTE e era dramaturgista-chefe na Freie Volksbühne em Berlim Ocidental. A tese de Livre-Docência: Politisches Theater am Beispiel Brasilien (O Teatro Político no Brasil) ele defendeu na Freie Universität Berlin (Universidade Livre de Berlim, Faculdade de Comunicações).

Henry Thorau é um grande estudioso tanto do teatro alemão como do teatro português e brasileiro. Ele colaborou com Augusto Boal, Plínio Marcos e outros famosos diretores de teatro no Brasil e é tradutor das peças de teatro de Nelson Rodrigues para o Alemão. Convidado especial para um simpósio do Instituto Goethe de São Paulo, ocorrido em 2008, cujas atas foram publicadas em 2010, ele estuda a influência do teatro brasileiro na Alemanha. Assim, ele também reflete muito o teatro contemporâneo alemão nos diversos festivais.

Na sua viagem pelo Brasil, ele visita São Paulo e Salvador. Além disso, não deixou de incluir a cidade de Fortaleza, a qual visita pela primeira vez, pois queria conhecer tanto a cena dos teatros como o Curso de Licenciatura em Teatro da UFC e seus professores e estudantes.


Idealização, produção e realização:
Prof. Dra. Ute Hermanns, Coordenadora Cultural da Casa de Cultura Alemã e Profa. Visitante Leitora da UFC
Prof. Tiago Moreira Fortes, Curso de Licenciatura em Teatro da UFC.


DEBATE CÊNICO - O que resta do teatro de Bertold Brecht no teatro alemão de hoje?
dia 16 de março (qua), das 14h às 18h (com intervalo)
no Auditório José Albano, CH 1 - Campus Benfica (Av. da Universidade, 2678 - Fortaleza/CE)
Certificado: 04 horas-aula
=== Inscrição solicitada até o dia 14 de março: cca@ufc.br ===
info: (85)3366-7642 e 3366-7832


chamada


09/03/2011

Imprimir texto Enviar esse texto por e-mail

Comentários

Lista de comentários
Faça o seu comentário

Para adicionar um comentário, preencha os campos abaixo e clique em "Enviar":

Últimas

Imagens

chamadaBertold Brecht

Selo de funcionalidades

As notícias deste site são veiculadas através de um canal rss! O que é isso?

Menu de Acessibilidade:

Fim da página