Início

Unidades de Proteção Integral

A Lei n° 9985 classifica as unidades de conservação, conforme os objetivos de manejo, estabelecendo que essas unidades sejam divididas em dois grupos com características específicas:

A Unidade de Proteção Integral tem o objetivo de preservar a natureza, sendo admitido apenas o uso indireto dos seus recursos naturais, com algumas exceções. Fazem parte deste grupo, as seguintes unidades de conservação: Estação Ecológica, Reserva Biológica, Parque Nacional, Monumento Nacional e Refúgio de Vida Silvestre.

ESTAÇÃO ECOLÓGICA
Áreas representativa de ecossistemas brasileiros, destinadas à realização de pesquisas básicas e aplicadas de ecologia, à proteção do ambiente natural e ao desenvolvimento da educação conservacionista. Nas estações é proibida a visitação pública, exceto para fins educacionais.

RESERVA BIOLÓGICA
Objetiva a preservação integral da biota e demais atributos naturais existentes em seus limites, sem interferência humana direta ou modificações ambientais, executando-se as medidas de recuperação de seus ecossistemas alterados e as ações de manejo necessárias para recuperar e preservar o equilíbrio natural, a diversidade biológica e os processos ecológicos naturais.

PARQUE NACIONAL
Áreas geográfica extensa e delimitada, dotada de atributos naturais excepcionais. Objeto de preservação permanente, submetidas à condição de inalienabilidade e indisponibilidade no seu todo. Destinados a fins científicos, culturais, educativos e recreativos, os parques objetivam a preservação dos ecossistemas naturais englobados contra quaisquer alteração que os desvirtuem.

MONUMENTO NATURAL
Tem como objetivo básico preservar sítios naturais raros, singulares ou de grande beleza cênica, Exemplos de áreas que podem ser tombados como Monumento Natural: quedas d’água espetaculares, cavernas, formações rochosas, espécies únicas da fauna e flora, dunas, etc.

REFÚGIO DA VIDA SILVESTRE
Área que objetiva proteger ambientes naturais onde se asseguram condições para a existência ou reprodução de espécies ou comunidades da flora e da fauna residente ou migratória. Estes refúgios protegem populações, sítios de alimentação, reprodução e habitats críticos para espécies raras ou em perigo de extinção.

imprimir   enviar por email

ilustração
PROGRAMA PARQUE VIVO - Centro de Estudos Ambientais Costeiro CEAC/LABOMAR
R. Cel Ednardo Weyne, s/n - Bairro: Mangabeira CEP: 61.760-000 - Eusébio - CE
Fone/Fax: (85) 3229-8718
Oktiva - Soluções web sob medida
Oktiva - Construção, Criação e Desenvolvimento de Sites em Fortaleza, Ceará